terça-feira, 31 de agosto de 2010

YURI GAGARIN COVER

Eu publiquei esse vídeo na Vadiagem Malemolente, mas como eu não consigo parar de rir dessa idiotice russa, achei melhor publicar ele em um post aberto.

Como mandar um russo para o espaço usando apenas um air bag?



                                             “Póf! Cataplóft!”

Eu não sei, mas acho que esse aí vai passar no mínimo um mês sem conseguir sentar.

sábado, 14 de agosto de 2010

HALKA

Com vocês, “Halka”, o Hulk de Bangladesh.


Se o Shaolin estiver na próxima novela com mutantes da Record, já sabem, né?

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

NÃO SE PODE MAIS FAZER HUMOR

Já dizia o poeta: “Se a censura proibe a gente de falar alguma coisa, a gente canta.”


                                                “Ai, papai!”

Criação do comédia carioca Marcos

COMO VAI VOCÊ, VANUSA?

Sim, ela atacou de novo.


          “Vééêêêeeeéém, que a sede de te amar… entrei na outra.”

Vanusa, você tem que parar de tomar esses remédios para a labirintite. Já verificou o prazo de validades deles, vovó?

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

PROMESSA É DÚVIDA

Já disse: se vocês acham que época de eleição é prato cheio para humoristas e comediantes, estão redondamente enganados. De dois em dois anos, os profissionais do riso são atormentados por sentimentos de insegurança, receio e até impotência.

Afinal, durante o Horário Eleitoral Gratuito, os anônimos do país da piada pronta oferecem concorrência. E concorrência desleal!

Por isso, já sabem, né? Se tiver um candidato bizarro no seu estado, manda o link pra cá que a gente publica.

Enquanto isso, relembrem os melhores (ou piores) momentos do último horário eleitoral gratuito



                               Isso sim é que dá medo, Regina Duarte.

By Kibe Loco.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

LEANDRO

      O flagrante abaixo, enviado pelo Dudu, apesar de curto, é bastante esclarecedor sobre a relação torta entre a população carente e os políticos brasileiros. O vídeo, filmado através de uma câmera digital simples, é obra do menino Leandro, que na época tinha 17 anos.
      Segundo o advogado Ricardo Gama, que publicou o vídeo na internet, Leandro faz “marcação cerrada” no governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho, desde que este teria, segundo o jovem, lhe prometido um notebook que nunca foi entregue.
     Todas as vezes que encontra Cabral, Leandro registra o evento. Dessa vez, não foi diferente: o jovem filmou a visita do governador a um complexo esportivo de sua comunidade na companhia do presidente Lula e, segundo Gama, da candidata Dilma Rousseff, que não aparece no vídeo.
     O início já é chocante. O menino diz que seu esporte preferido é tênis e pergunta por que não há jogos da modalidade no local. Lula responde que “Tênis é esporte da burguesia, p*%rra!” e, em seguida, sugere que Leandro pratique natação. O jovem então responde: “A gente não pode entrar na piscina!”.
     Antes que Lula esboçasse qualquer reação, Cabral pergunta ao menino – em tom quase debochado, diga-se de passagem – por que a população não poderia entrar na piscina. Leandro, que não é governador, não tinha a resposta.
      Nesse momento, há um corte no vídeo e Lula aparece falando com pessoas que, aparentemente, são responsáveis pelo complexo. O presidente, visivelmente preocupado com a imagem, avisa: “O dia que a imprensa vier aí e pegar um final de semana com essa p*%rra fechada, o prejuízo político será infinitamente maior que colocar dois ‘guarda’ aí. Coloca dois ‘guarda’ aí. Coloca ‘o Bombeiro’ para tomar conta e abre isso.”. Cabral concorda.
      Depois, abraçado com o presidente, Leandro reclama que todo dia acorda com o barulho do Caveirão, nome popular do carro blindado usado pelo BOPE em incursões nas favelas. Cabral, ao lado, pergunta: “Caveirão ou traficante na porta, ‘malandragem’?”. Leandro reafirma o que disse, alega ter vídeos para comprovar e ainda ouve risadas quando fala que na rua onde mora não há tráfico de drogas.
     No fim, Cabral chama o menino de “otário” e sugere: “Coloca essa inteligência toda para estudar, sacana.”. Foi o desfecho ideal para o jovem, além de dizer que vai sempre á escola, corrigir o governador e mostrar que tem nome: “Leandro.”.


                  Nem “malandragem”, nem “otário” e nem “sacana”.

BATE QUE EU GOSTO

Era uma vez um problogger de tecnologia no baile funk…



“Gente… ele tem essa carinha, mas no computador da casa da mãe, ele é danadinho!”

Detalhe para o “Vai, gordo filho da p*%ta!” em 0:28.

terça-feira, 3 de agosto de 2010

RODIZIO DE MASSA

A REVANCHE ?

Com vocês, o trailer de “Titanic 2″. Sério.


                          Hã? Sem zumbis? Não vou assistir.

Bom… pelo menos essa iniciativa torna “A Paixão de Cristo 2″ plenamente viável.
Ocorreu um erro neste gadget